Os textos deste Blog foram extraídos dos livros de Horácio Netho: "COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais"

"VIA CORAÇÃO, Caminhos da Transformação" - "SUTRAS, Uma Vida Melhor" - "VIA TERRA, Caminhos da Luz"


sábado, 3 de junho de 2017

PRÁTICAS EVOLUTIVAS: ATENÇÃO e SELEÇÃO




“A etimologia da palavra ‘INTELIGÊNCIA’ é composta por dois termos: intus = dentro e légere = escolher, recolher, ler. Desta forma, a verdadeira inteligência se desenvolve junto com a intuição, quando o homem aprende a ler a vida com a sua interpretação interna, virtude tão importante nos dias atuais em que a dinâmica excitante da vida externa nem sempre está oportunizando uma parada necessária para reflexões transcendentais. Uma alma humana terrestre madura está com o foco da sua consciência na leitura da vida interna, constantemente e em atenção plena, pois assim a sua inteligência sobre os eventos que estão acontecendo na Terra estará lhe direcionando o seu melhor destino.” (Horácio Netho)







“É da natureza da mente humana comum tagarelar, desviar constantemente o foco de sua atenção e estabelecer condicionamentos. É de sua natureza, também, a tendência a assumir a liderança do ego e o controle sobre as verdades com as quais se identifica. Da mesma forma, uma mente comum tende a penetrar invasivamente e sem humildade os espaços externos e ambientes nos quais o ser se encontra, agredindo por vezes sutilmente estes lugares. É necessário a meditação para que se consiga desenvolver uma maior retidão mental e um comportamento mais equilibrado e amoroso da mente [...] Aquele que intenciona evoluir e servir a vida deve manter a sua mente alerta à proliferação dos valores inversos às virtudes. É comum estar ludibriado com os valores do atraso sem se perceber. A atenção deve ser redobrada nestes dias tão enganosos para a humanidade da Terra [...] São os votos silenciosos e ocultos que o homem faz consigo e para com a vida que o encaminham para o seu propósito. O homem precisa estar atento às suas intenções últimas, em todas as suas condutas perante a existência. Deus ouve todas as falas e todos os pensamentos de seus filhos. Não há uma intenção sequer que se passe desapercebida pela consciência de Deus [...] Ao decidir seguir um mestre espiritual, o discípulo deve ter três comportamentos. Primeiro: prestar bastante atenção no que é repassado pelo mestre através de suas palavras e ações. Segundo: adaptar os ensinamentos, modificando-os para o seu contexto e a sua realidade. Terceiro: buscar transcender o próprio mestre, indo além de onde ele se encontra [...] Independente da nossa participação coletiva em qualquer aglomerado grupal, é sábio estarmos atentos às nossas expressões individuais. Devemos reservar momentos de contatos íntimos com a nossa voz interna, a qual será sempre a nossa guia mestra do propósito maior [...] Dimensões superiores só podem se tornar acessíveis, quando o ser humano consegue focar a sua atenção essencialmente no tempo presente. Qualquer crença consciente que desloque a atenção para o passado ou para o futuro impede que a consciência penetre a sutilidade da quinta dimensão acima. Desta forma, para se transcender passado e futuro, o ser humano deve estar o máximo atento da sua presença no agora. É nesta consciência do espaço-tempo do agora que verdades se expõem, as dimensões superiores se sustentam e possibilitam a transição pelos portais da atemporalidade [...] O chamado ainda ecoa nos quatro cantos da Terra, indiferentemente, a todos os seres humanos. Somente os que estão atentos conseguem percebê-lo. Os surdos também são cegos e insensíveis aos apelos de Deus [...] Decidiu saber quem o é? Resolveu-se pelo autoconhecimento? Prepare-se para o inusitado. Desfaça-se de qualquer imagem ou noção que tenha a respeito de si próprio. Não gere expectativas e entregue-se ao seu Deus. Fique atento com fé e humildade. Aguarde, que o seu Deus providenciará [...] Em qualquer situação, o outro é sempre um enviado de DEUS, para o sábio. O sábio está atento aos espelhos e aos reflexos internos e externos que se dispõem em toda relação horizontal entre os homens. Investiga e busca o quê DEUS quer, ali naquele momento e através daquele ser [...] Aquele que não sabe quais os propósitos de Jesus, Yogananda, Gautama, Babaji, São Francisco, Trigueirinho, Krishna ou Sathya Sai Baba para a vida humana é o mesmo que nunca investigou qual a verdadeira função de uma cadeira ou de uma mesa em sua casa. É um desatento, um desavisado, um cego. Não possui sentidos para a vida maior e permanece ignorante diante do que primordialmente importa [...] Gautama instruía a humanidade sobre a atenção plena no pensamento correto, na fala correta e na ação correta. Jesus instruía sobre o ‘orai e vigiai’. Ambos estimulavam a humanidade rumo ao autoaperfeiçoamento [...] A projeção da mente ao futuro deve ser acolhida de forma amorosa, quando desprovida de desejos. É da natureza mental o deslocamento da sua consciência pelas vias aferentes do tempo-espaço. Porém, é preciso estar atento como esta condução está se manifestando, quais os impulsos e as intenções criativas que preparam a geração de respostas futuras [...] A mente humana considera que o ser está sempre indo a algum lugar em um ponto futuro, uma verdade para ela. Porém, esta é uma ilusão espaço-temporal da sua parte concreta. Em verdade, o ser humano sempre está em algum lugar no eterno agora, numa dimensão mais elevada da consciência. É esta a consciência superior sutil abstrata que corrige a ilusão concreta. A prática da atenção plena impulsiona a elevação da consciência à inclusão e incorporação do momentum do eterno presente desta dimensão superior. Um sábio se estrutura a partir daí [...] Para aquele que se uniu à vida em coração, a própria vida arranja diversas formas de demonstrar o seu apoio e a sua unidade. Por vezes, são formas inusitadas. São conjunturas, coincidências, mensagens interpessoais, simbolismos, experiências místicas, sonhos, etc. O ser atento sempre capta a essência destes eventos em gratidão [...] Para quem anda atento e em silêncio interno, a natureza tem sempre um presente a oferecer.”  (Do livro “VIA TERRA, caminhos da luz”, Horácio Netho)







“De grande mistério são os meios como um Conselho Cósmico se faz consciente para uma mente divina desperta. Através de sinais que se manifestam desde os níveis mais densos da matéria terrestre até os mais sutis das energias celestes, os Conselhos Cósmicos vão refinando as consciências de seus contatados estimulando a prática da ‘Atenção Plena’ como base fundamental para se fazerem percebidos. Usufruem de todos os elementos existenciais disponíveis na experiência do planeta, em qualquer Reino e em qualquer situação acima da dualidade. Desta forma, cores, animais, números, nomes, formas geométricas, movimentos, astros, etc... tudo realmente pode ser usufruído de uma forma atemporal e surpreendentemente mágica para uma mensagem que estes conselhos necessitem nos enviar. É através do desenvolvimento da atenção que as sinapses cerebrais vão se fortalecendo eletricamente e se iluminando. A atenção fortalece o desenvolvimento de todos os sentidos (olfato, gustação, visão, audição, tato, etc.) que devem ser aperfeiçoados para a consciência do corpo holístico humano. Somente com os sentidos externos bem desenvolvidos e apurados que um ser humano pode perceber a existência das dimensões mais sutis, através do despertar dos sentidos internos que os conecta com as suas realidades paralelas. Esta interconexão de sentidos, externos e internos, une a vida dos céus com a Terra através da atenção plena. Os Conselhos Cósmicos agem sempre no propósito de direcionar e ajustar a ‘Senda Espiritual’ mais adequada para o seu contatado, orientando-o de acordo com o seu acervo de experiências pretéritas e futuras, pois agem além dos espaços-tempos usuais para a Terra. E para cumprir este propósito, a presença de um Conselho Cósmico na vida de um ser humano pode ser reconhecida através do simples desenvolvimento de uma planta, num diálogo atento entre os homens, na manifestação de um evento sincrônico com os animais, numa mensagem simbólica de um número, enfim, por qualquer movimento que a vida possa oferecer em seu palco teatral das brincadeiras da Fonte.”   (Do livro “COMANDO ESTRELINHA,Temas Transcendentais”, págs 168 e 169)







“Os diferentes ciclos cósmicos que ora, concomitantemente, estão se finalizando e se iniciando para a Terra, trazem o processo da seleção evolutiva como uma ponte que lhes interligam. Em nosso passado, vários profetas deixaram suas mensagens nos preparando para estes atuais tempos. Alguns falaram simbolicamente, enquanto outros deixaram claros sobre detalhes do que iria acontecer. A tão divulgada ‘separação do joio e do trigo’, assim como a atual revelação da ‘Operação Resgate da Confederação Intergaláctica’ são formas apenas diferentes das tantas que apresentam um mesmo evento, pelo qual todos nós já estamos passando. Porém, poucos são os que ainda conseguem se conectar a estas verdades e assumirem os seus próprios processos seletivos sob a luz das disciplinas espirituais. Uma das ilusões que um ser humano vai transcendendo na sua evolução de consciência, é aquela que confirma para si a sua natureza humana como definitiva. Num estado mais elevado de investigação sobre a sua própria natureza, em autoconhecimento, um ser humano vai descobrindo a transitoriedade da sua experiência por este reino da Terra, sem desmerecê-la. A partir da aceitação desta verdade, ele pode se aprofundar numa experiência mais real com a vida e buscar os propósitos da Fonte em todos os seus reinos. Assumindo disciplinas e entregando a sua vida humana a Deus, ou aos mistérios da Fonte, a sua consciência humana começa a ser absorvida por ‘algo maior’, que começa a dar sinais a partir das experiências internas com a vida. Aos poucos, esta consciência ainda humana vai penetrando realidades coletivas, se consumindo numa realidade holística e a noção do seu ‘EU’ vai sendo transcendida, se esvaindo, se dissolvendo em experiências místicas que vão destituindo a natureza limitadamente humana.  Ainda dentro da experiência do ‘EU’ como ser humano, mas já num nível bem elevado da oitava dimensão, o espírito deste ser pode transmitir as escolhas que foram feitas em sua trajetória cósmica evolutiva por este planeta, sistema solar, galáxia ou universo, por exemplo. Seu destino superior pode ser revelado e redimensionado para esta consciência espiritual. Como esta consciência espiritual ainda resguarda um vislumbre da consciência do ‘EU’ humano, pode-se afirmar que as escolhas realizadas neste nível são ‘autoescolhas’. E a partir destas ‘autoescolhas’, um espírito humano pode se ‘autosselecionar’ ou se ‘autoconvocar’, por exemplo, para prosseguir a sua evolução cósmica aqui na Terra, neste atual momento de transição universal.  (Do livro “COMANDO ESTRELINHA,Temas Transcendentais”, págs 247 e 248)







“O ser humano autosselecionado será convidado, através do novo código genético, a se desidentificar com os espaços-tempos anteriores da Terra, e a penetrar numa nova realidade de leis mais sutis e evolutivas para a sua consciên­cia. Receberá auxílio de reinos superiores. Uma Luz maior penetrará a sua consciência e, consequentemente, maior lucidez se manifestará no seu viver [...] Têm sido veiculadas informações sobre lugares que estão sendo preparados para os autoconvocados se reunirem em prosseguimento ao plano de evolução cósmica para a Terra. Lugares físicos escolhidos e projetados para a dita salvação de algumas almas humanas selecio­nadas. Em verdade, há estes lugares que são nada mais que uma pro­jeção externa da necessidade física coletiva da atual humanidade em perpetuar a sua existência. Porém, o lugar mais seguro ao qual todo ser humano deveria se dirigir está na consciência do equilíbrio entre a sua vida interna e a sua vida externa. É na unidade que equilibra a projeção da vida imortal que está o porto seguro da alma humana. O lugar físi­co externo adequado para a salvação do ser só se projetará fisicamen­te, quando ele encontrar primeiro a sua salvação interna. Antes disso, mesmo que ele se encontre fisicamente em algum lugar destinado à salvação, ele continuará perdido. A Terra não selecionará a humanida­de fisicamente, mas em consciência.”  (Do livro “VIA CORAÇÃO, caminhos da transformação”, págs 36 e 220, Horácio Netho, Ed. Alfabeto, 2011)







“Sob um certo ponto de vista, o processo seletivo evolutivo passa pelas escolhas que o ‘EU’ ainda humano realiza, portanto é no nível mais elevado deste ‘EU’ humano que se encontra a informação que precisamos ter sobre estes atuais tempos. Externamente, podemos receber alguns indícios e confirmações que validam as nossas necessidades, mas é em nossos contatos internos que vamos reconhecendo o que é verdadeiramente de nossos caminhos. Aqueles que ainda não conseguem ter este contato interno e íntimo consigo mesmos, são os mesmos que são prisioneiros da vida puramente material deste planeta, e se encontram perdidos em si próprios. Estes devem assumir a delicadeza e importância destes tempos, conclamando as suas próprias almas para uma ‘conversa’ séria sobre si, pedindo a ela alguma luz sobre estas realidades. Talvez, tenha chegado o momento de assumirmos uma maior consciência sobre as nossas vidas, antes que sejamos tomados de surpresa pela própria vida. Ou talvez, tenhamos feito a mesma opção que muitos fizeram, até então, para permanecermos cegos e indiferentes diante de tudo o que está acontecendo, mesmo com o planeta dando claros sinais físicos que está em profunda transformação.”  (Do livro “COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais”, pág 249)








Nenhum comentário:

Postar um comentário