Os textos deste Blog foram extraídos dos livros de Horácio Netho: "COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais"

"VIA CORAÇÃO, Caminhos da Transformação" - "SUTRAS, Uma Vida Melhor" - "VIA TERRA, Caminhos da Luz"


quarta-feira, 1 de junho de 2016

Espelhos Holográficos e Discos Solares





“Sob o ponto de vista não somente da 'Ciência Espiritual', mas também da ciência quântica contemporânea, todas as experiências de vidas detectadas e observadas subatomicamente são partes integrantes de uma grande 'Rede Holográfica', inclusive o próprio ser humano. Ou seja, as realidades que vivenciamos já estão sendo observadas pela ciência acadêmica como projeções de uma 'Rede de Espelhos', que refletem emissões de raios de luz. A assunção desta realidade por parte de nossos cientistas terrestres vem a confirmar as 'Instruções Espirituais' que sempre nos encaminharam para esta verdade. Talvez, com um pouco mais de abertura, flexibilidade e pesquisa, algum dia, os cientistas acadêmicos da Terra possam unir as suas experiências com as dos 'Iniciados Místicos', que sabem por vias internas diretas que todos nós somos projeções dos espelhos cósmicos celestes, que incluem os planetas, sóis, estrelas, galáxias, universos e o próprio ser humano. Aqui na Terra, e dentro do projeto evolutivo proposto para a evolução do Reino Humano, há um momento específico de expansão da consciência humana onde o ser se integra conscientemente à 'Rede de Holograma da Vida'. Este evento é perfeitamente coordenado pelas iniciativas e respostas que o ser humano dá aos seus chamados internos e que vão se manifestando em sua vida externa, num sistema de provação de experiências que vão desenvolvendo uma maestria sobre a vida como um todo.”  (Do livro “COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais”, págs 78 e 79)







“Neste atual momento cósmico, assim como a Terra está tendo os seus eixos centrais deslocados, todo o sistema solar está passando por um reposicionamento sideral para uma nova ordenação orbital. Este evento cósmico desencadeará transformações nas consciências das almas humanas terrenas e poderá gerar desequilíbrios psíquicos nos mais sensíveis e despreparados. Assim como os astronautas perdem estas referências astrológicas de Samsara, quando saem da órbita terrena, e necessitam de amparo psicológico quando retornam, a humanidade estará se submetendo, aos poucos, a uma renovação sutil de referências astrológicas equivalentes. Desta forma, a ação de Júpiter, Saturno, Vênus, Mercúrio, Marte, etc... sobre as consciências humanas não exercerão mais os mesmos propósitos. Tanto estes espelhos astrológicos emissores de energias, quanto os receptores das consciências humanas terrenas redimensionarão os seus níveis de interação.” (Extraído do livro “VIA CORAÇÃO, caminhos da transformação”, pág. 198)







“Cabe a cada alma humana presente na Terra se aprofundar em sua própria experiência, para conectar a sua consciência com os outros seres e assim fortalecer a sabedoria multidimensional interligada que nos une com a Fonte. A rede de luz do  'Grande Holograma' para a Terra está se fortalecendo como nunca antes. A iluminação de um ser humano se confirma e se fortalece com a presença de um outro ser iluminado, e assim a rede vai se expandindo. A sabedoria se reconhece na própria sabedoria e, desta forma e neste momento, a entidade que rege o Reino Humano está selecionando e fazendo despertar aqueles que irão permanecer na  Nova Terra, que já está perceptível para algumas almas mais sensíveis. De outra forma, os mais desatentos e insensíveis sentirão grandes dificuldades para lidar com as novas correntes de luz advindas dos espelhos cósmicos para este planeta.” (Do livro “COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais”, págs 81 e 82)







“A ativação de treze discos solares auxiliará a humanidade terre­na a se alinhar com o tempo-espaço cósmico de harmonia para este planeta. Várias e descompassadas foram as tentativas que a humani­dade terrena intentou para acertar alguma referência espaço-tempo­ral adequada que lhe servisse de calendário. Dentro da experiência terrena, vários calendários diferentes (romano, grego, egípcio, juliano, cainguangue, asteca, etc.) foram ou são utilizados pelos seres humanos. Culturas diferentes disponibilizaram sistemas diferentes de se rela­cionarem em medições com seus próprios espaços-tempos. A seguir, estão expostos alguns calendários terrenos situados, concomitante­mente, a partir da referência datada de junho de 2009 do atual calen­dário gregoriano ocidental, então em uso.” (Do livro “VIA CORAÇÃO, caminhos da transformação”, pág 194)
  
Calendários

Gregoriano - junho de 2009 (nascimento de Jesus)
Islâmico - 1430 (fuga de Maomé – Meca p/ Medina)
Chinês - 4706 (invenção própria)
Hindu - 5111 (alinhamento Terra c/ Júpiter), 1931 da Era Saka
Aimará - 5517 (criação do Universo)
Judaico - 5769 (criação do Universo)
Maia - Tormenta Elétrica Azul, marco zero em 12/08/3113 a.c.




“Um evento de proporções cósmicas que está profetizado para a Terra, em auxílio aos seus ajustes dimensionais, está sendo divulgado pela Hierarquia que acompanha a transição planetária, como sendo a ativação de treze discos solares. Transcrevo, no quadro a seguir, uma mensagem de um monge do monastério do Centro Espiritual Figueira (MG). Artur é um mensageiro consciente das instruções das Hierar­quias Cósmicas que servem a Terra.”  (Do livro “VIA CORAÇÃO, caminhos da transformação”, pág 193) 
"Em alguns Retiros Intraterrenos existe uma base energética armazenadora de informações chamada Disco Solar. Esses discos guardam dados importantes sobre a cura, a História e o destino da Terra e sobre a origem e o futuro da humanidade. Guardam também as chaves da relação entre mundos e universos e das leis suprafísicas, entre outras informações. Mem­bros da humanidade da superfície podem acessá-los sempre que estiverem acompanhados pelas Hierarquias e em sintonia com leis de harmonia universais. Treze Retiros Intraterrenos, em sua maioria situados nas Américas, possuem Discos So­lares e preparam-se para contatar a humanidade de maneira mais direta. Localizam-se na área suprafísica das seguintes regiões:
1 – Monte Shasta, Califórnia, EUA
2 – Vale Sete Luminárias, México
3 – Ciudad Blanca, Honduras
4 – Guatavita, Colômbia
5 – Roraima, Venezuela
6 – Cueva de los Tayos, Equador
7 – Paititi, Selva do Manu, Peru
8 – Lago Titicaca, Bolívia/Peru
9 – Licancábur, Deserto de Atacama, Chile
10 – Talampaya, La Rioja, Argentina
11 – Serra do Roncador, Goiás, Brasil
12 – Aurora, Uruguai
13 – Antártida, Antártida"
(Artur, para Sinais de Figueira, 2º semestre de 2009, ano 7, número 18, pág 5)






MANTRAS da REDE do TEMPO
(DISCOS SOLARES)




“A partir de 02/01/2010, Mainhdra (Maria, mãe de Jesus), como Mãe do Mundo, assumiu a regência dos espelhos da nova rede do tempo ter­reno, desenvolvendo um serviço de alinhamento com os Discos Solares, ajustando o planeta a adentrar no tempo cósmico sideral. O até então Instrutor do Mundo Kuthulli (São Francisco, Pitágoras, Kuthumi, etc.) rece­beu um “M”, no final de seu nome, e assumiu a regência de Senhor do Mundo, antes função de Amuna Khur (Sanat Kumara).  (Do livro “VIA CORAÇÃO, caminhos da transformação”, pág 262)




DISCOS SOLARES
(RICARDO GONZÁLEZ)








“Aquele que ainda não aprendeu a amar a Deus, a contemplar os reinos e a se deixar maravilhado pelas artes, também não pode sentir as verdades do Sol em suas consciências. Quantos sábios não afirmaram, no passado, que não faziam nada, mas era Deus que fazia. Num redimensionamento mais próximo, podemos afirmar que é o próprio Sol que faz através de nós aquilo o que Deus quer. O sábio já encontrou o seu ‘Chacra Solar Luminal’, o ativou e o conectou com as necessidades do Sol para estes tempos. Transformou o seu próprio corpo humano no ‘TEMPLO do SOL’. É uma extensão consciente dele e consegue ter uma conversa íntima com a sua natureza... uma bênção. Ao olharmos de perto e com atenção, podemos ver inúmeros indícios de que o homem da Terra está conectado com as energias dos Astros Siderais, principalmente com o seu Sol Central (Hélios para nós). Um destes indícios está na misteriosa anatomia sutil que compõe os seus corpos de consciências, interligando realidades celestes que se materializam até o seu corpo físico. Nas mãos de um ser humano podemos encontrar a forma como ele se relaciona com os Astros deste Sistema Solar, por exemplo. Ali, a Linha do Sol lhe revela a qualidade da sua comunicação. Civilizações evoluídas que se expressaram nesta Terra, em tempos pretéritos, cultuavam o Sol como o portal de conexão com as Estrelas e com a Fonte. Muitos espíritos evoluídos que se manifestaram dentro do Reino Humano deste planeta, mantiveram seus contatos inspiradores com a Luz regente deste nosso sistema local. Deixaram seus registros e, aos poucos, a atual humanidade está começando a recuperar estas sabedorias [...] Tornando este tema mais transcendental ainda, revelo que certa vez acompanhei uma iniciação espiritual de um ser oriundo do sol que estava usufruindo de um corpo humano feminino terrestre. Tratava-se de uma sacerdotisa solar ainda jovem, que testemunhara naquela iniciação a possibilidade de seres estelares poderem viver entre nós. Enfim, há aqueles que ainda se limitam dentro de seus corpos humanos. Há aqueles que já se permitiram se integrar ao planeta e se sentem como uma extensão viva da própria Terra. Há outros, porém, que expandiram esta visão e conseguiram se unir ao Sol, transformando os seus corpos num Templo seu, acolhendo os seus raios como fonte de vida renovadora e mantenedora de suas consciências. Mais raramente, há ainda os que já se uniram com as suas próprias estrelas e não são mais do que uma Luz dos céus presentes por entre nós, como mistérios da Fonte.”   (Do livro “COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais”, págs 90 a 92)









Nenhum comentário:

Postar um comentário