Os textos deste Blog foram extraídos dos livros de Horácio Netho: "COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais"

"VIA CORAÇÃO, Caminhos da Transformação" - "SUTRAS, Uma Vida Melhor" - "VIA TERRA, Caminhos da Luz"


segunda-feira, 8 de junho de 2015

CHAMADO e DESPERTAR ESPIRITUAL

(Breve Histórico de Horácio Netho, do Livro "VIA TERRA")




A vida esvoaçante e colorida da borboleta transitando pelos ares e flores dos jardins não pode brotar, sem que antes a lagarta cumpra a etapa rastejante pelos caminhos do seu destino. Da mesma forma, o ser humano necessita de Samsara para libertar-se ao mundo dos céus.
Ao completar 33 anos, o chamado ecoou. Somente alguns anos depois, foi que compreendi o que acontecera por aquele tempo. Após ser presenteado com um filme documentário que relatava sucintamente sobre a minha limitada existência pessoal, até então, comovi-me. Refleti e, posteriormente, percebi ali camuflado o impulso inicial que precisava para transformar verticalmente a minha própria vida. A borboleta urgia e a liberdade dos céus me incitava atrativamente na sua direção. Era chegado o momento.
Depois de assistir aquele filme, uma inquietação incomum surgiu. Algo que não compreendia. Por algum motivo, considerei pequena e não satisfatória a obra que havia produzido, até então na minha existência. Brotaram incertezas sobre a vida e questionamentos que muitos fazem em algum momento de suas experiências pela Terra. Uma pequena, mas intrigante crise se instalou no meu EU. Seria a vida somente aquilo que eu havia experimentado, até então? Haveria propósitos maiores para a minha vida e para a dos outros? Haveria alguma dimensão que poderia unir tantas esferas diferentes de realidades existenciais? O que é a felicidade e o que realiza o ser humano? Estas e outras questões adjacentes surgiram. As minhas realizações anteriores, que me credenciaram até aquele status, já não me bastavam mais. Decididamente, não quis ficar sem respostas e parti para a busca no autoconhecimento. Aventurei-me em terreno desconhecido, no mistério que sustenta a questão primordial do ser humano: quem sou e para que sou?  
Orei aos céus, desisti de mim e de tudo. A vida que conhecia, até então, já não me satisfazia. Bens materiais e prazeres mundanos perderam sentido e atração. Visivelmente, percebi se fazer necessário uma nova visão da vida, um up-grade, um reinício. Desta forma, entreguei-me por completo a Deus e pedi uma guiança sábia que me iluminasse o caminho a seguir. Aprontei bagagem e dispus-me a trilhar a senda do peregrino. 
Primeiramente, resolvi fazer uma viagem à Amazônia, sozinho como nunca havia feito antes. Casualmente, nestas sincronicidades da vida, um livro sobre budismo (“A Essência dos Ensinamentos de Buda”, Thich Nhat Hanh, Ed. Rocco, 2001) veio parar em minhas mãos. Eu que nunca me interessara por religião nenhuma, estava inteiramente motivado para aprender sobre os ensinamentos de um Buda Histórico (Sidharta Gautama). Fui educado por toda a minha vida em escolas cristãs católicas administradas por freiras e padres, e ensinei esportes a crianças e adolescentes por mais de quinze anos dentro de uma escola católica; mesmo assim, nunca me aprofundara em assuntos religiosos. Sempre me mantinha ao lado das religiões e procurava levar uma vida digna de acordo com os meus próprios discernimentos e limitações. Uma vida mundana e comum.
Nesta viagem à Amazônia, encontrei no hotel de selva em que me hospedei uma pirâmide para meditação que me conquistou à primeira vista. Em pouco tempo, estava eu dentro de uma pirâmide, em plena Amazônia, com um livro de budismo nas mãos procurando compreender sobre os mistérios do EU e os da própria vida. Querendo investigar sobre os caminhos da alma humana e sobre a espiritualidade tão enfatizada e pregada nas mais diversas religiões e filosofias. Tateava mentalmente em uma área que ainda considerava desconhecida para mim, somente até então.






Ainda naquela pirâmide, vivenciei uma experiência sensorial que muito me inquietou. Dentre as várias horas que permaneci no seu interior, estudando os ensinamentos daquele livro de budismo e tentando ficar em estado meditativo e relaxado, senti como que minha consciência se deslocando do corpo físico e ampliando a sua própria capacidade de se perceber. Após esta experiência inusitada, decidi que procuraria algum local, em Fortaleza, onde iniciaria a prática de meditação sob uma orientação competente e que, também, me fizesse compreender melhor sobre aquela expansão de consciência. Muito posteriormente, após já ter adquirido uma fluência confortável nas vias das experiências meditativas, percebi que a minha presença naquela pirâmide e naquele tempo fora uma manifestação de uma iniciação realizada a partir dos planos sutis das dimensões imateriais. Uma necessidade para aquela etapa do caminho.
 Já em Fortaleza, fiz cursos e entrei em contato com vários instrutores de meditação. Descobri, então, que um ser que já tenha vivenciado a prática da meditação em “vidas passadas” mais facilmente retoma o caminho. Foi o que acontecera comigo. Após estar na presença de seres iniciados e capacitados a transmitir informações sobre nossas vidas passadas, descobri trazer em minha bagagem espiritual e atemporal a essência da meditação. Meu corpo sutil de consciência que acompanha as várias encarnações que vivenciei, na Terra, informava ser a meditação uma prática usual em algumas de minhas vidas anteriores. Em verdade, uma parte inconsciente do meu EU que ainda não havia despertado até então, nesta atual existência, era bastante experiente em práticas meditativas. Desta forma, compreendi a atração por aquela pirâmide, por aquela experiência e a rápida readaptação às vias da meditação. Era uma sintonia com memórias retrógradas. Um chamado para retornar ao caminho transcendental e dar prosseguimento ao destino traçado pelo meu ser superior para este planeta, nesta atual vida.
Logo após esta viagem, fiz um exame diagnóstico iridológico sobre o meu estado geral de saúde física e psicológica. Eis que fui informado que estava pronto para despertar espiritualmente. Desconhecendo o sentido daquela informação, naquele momento, acompanhei conscientemente e espontaneamente a abertura de meu terceiro olho (chacra frontal), em mais uma experiência mística. Logo em seguida, fui avisado por um experiente e afamado “Xamã Curador”, destes que transitam misteriosamente pelos mundos dos espíritos, que com o passar do tempo outras consciências cósmicas superiores minhas estariam despertando e se tornando paulatinamente acessíveis. A natureza supra-humana oculta se mostraria naturalmente e transformações aconteceriam nas várias expressões do meu ser.    
Mudanças transpessoais aconteciam rapidamente e minha consciência alertava que era preciso trilhar caminhos diferentes dos quais já havia trilhado. Dispus-me integralmente a isto. A borboleta deve deixar a vida de lagarta no passado, para assumir o seu vôo e cumprir a sua pré-destinação. Meu coração unia forças à minha mente, já se encontrando em uma nova dimensão, clamando-me para ir além. Acolhi o chamado e segui adiante.
Sustentando um razoável equilíbrio, fui fazendo escolhas diferentes das quais fazia anteriormente em minha vida. Quebrei uma rotina profissional exaustiva de mais de dez horas de trabalho diário. Desapeguei-me de rendas financeiras mensais fixas. Submeti-me a uma reprogramação mântrica numerológica com alteração de arcanos cerebrais. Mudei minha alimentação, tornando-me vegetariano. Sutilizei meu corpo físico em vinte quilos e realizei várias purificações energéticas nos corpos emocional e mental. Posicionei a meditação e a contemplação como práticas essenciais em meu dia a dia. Investi em conhecimentos filosóficos e espirituais. Uma satisfação interna e estimulante ganhava força a cada passo que dava e já não era mais eu mesmo... um ser maior.





Rapidamente, reconheci a vida imaterial e passei a fazer leituras de auras e diagnósticos sobre os estados emocionais, mentais e espirituais daqueles que necessitavam e me procuravam. Passei a acessar novas dimensões e a usá-las nos atendimentos diretamente pessoais ou mesmo à distância. A noção do espaço-tempo foi alterada em minha consciência e passei a usá-la positivamente em minhas jornadas. Reinos se aproximaram, portais se abriram. Verdades ruíram dentro de mim, enquanto outras foram acolhidas. Percebi que estava simplesmente cumprindo o destino que uma astróloga vidente me profetizara, num passado remoto, quando me avisou sobre os trânsitos que a minha consciência vivenciaria pelas dimensões cósmicas. Naquele momento, não tinha a menor perspectiva sobre o que me aguardava. Apenas acolhi a informação e segui em frente, sem expectativas, mas resignado. Véus caíram e passei a ver a luz ante a escuridão... uma graça.
A dinâmica da vida sempre requer novos passos e nova forma de caminhar. Queria compreender e me aproximar da sabedoria e das verdades dos seres iluminados. Busquei investigar e estudar a fundamentação teórica e prática que baseou a existência de grandes mestres (Jesus, Gautama, Krishna, Platão, Sathya Sai Baba, Lao Tsé, Babaji, Pitágoras, Yogananda, Trigueirinho, Sócrates, Apolônio de Tiana, Saint Germain, etc.). Encontrei-me pessoalmente com diversos xamãs, místicos, profetas, filósofos, curadores e líderes espirituais. Bebi da fonte de grandes sábios e percebi o quanto as pessoas comuns têm dificuldades em reconhecê-los. Estive sob as auras de seres iluminados e compartilhei da experiência da compaixão emanada por seus corações. Sou eternamente grato à Fonte que nos ilumina por permitir dividir o caminho com tantos seres com quem tive a graça de compartilhar de suas palestras instrutivas ou mesmo, em alguns casos, com encontros mais próximos e íntimos para troca de experiências. Passei sete anos de minha vida, entre 2002 e 2009, viajando por dez estados brasileiros pesquisando conteúdos transcendentais e me encontrando com inúmeros instrutores de diversas culturas diferentes. Recolhi bastante conhecimentos sobre culturas transcendentais diversas, que me auxiliaram a realizar sínteses mais competentes para uma compreensão mais profunda sobre o que poderia estar sustentando todo este acervo necessário e vivo de manifestações diferentes para a humanidade. Faço questão de citar vários destes seres em associação com as suas culturas para termos uma rápida ideia das possibilidades que a vida nos oferece em seus caminhos diversos.
Desta forma, participando de Encontros Religiosos, Espirituais ou Científicos pelo Brasil a fora, entre 2002 e 2009, destaco dentre tantos outros as sabedorias de Genebaldo Freire (Phd. Ecologia), Leonardo Boff (Teologia da Libertação), Divaldo Franco, Djalma Argollo e Frederico Menezes (Kardecismo), Loki Saksi Dasa (Movimento Hare Krishna), Sheikh Abdelbagi Sidahmed Osman e Sheikh Jihad Hassan Hamadeh (Sufismo Islâmico), Rabino Henry Isaac Sobel (Judaísmo), Iya Sandra Epega (Candomblé), Robson Miguel (Pajé Guarani), Vandir Casagrande (Calendário Maia), Rev. Olímpio de Santana (Pastor Metodista - CENACORA), Suzel Saraceni  (UNIPAZ), Cassiano Ricardo e Marcelo Braga (Ufologia), Nina Rosa (Defesa do Reino Animal), Harbans Arora e Rubens Ascher (Phd. Física), Jucelino da Luz (Profeta e vidente), Yatamalo (PB), Gerardo Mesquita, Sônia Sanches e Marcos Ninguém (Xamanismo), Zanon Melo (RJ) e Mônica Buonfiglio (Angeologia), Sérgio Almeida, Mestre Obashanan e Mestre Aramaty (Umbanda), Senadores Cristovam Buarque e Heloísa Helena (Política), Ricardo Lindeman (Teosofia), Luís Pellegrini (Jornalista e Ex-Editor Revista Planeta), Laís Cristina (Florais dos Golfinhos), Ms. Ricardo Fontenele e Jenny Komatsu (Mudanças Climáticas e Protocolo de Kyoto), Pedro Camargo (Jornalista, Tarólogo e Poeta), Rogério Nascimento (Antropologia e Ateísmo), Dan Barker (Escritor, Filósofo, ateu e ex-pastor - EUA), Marcelo Pessoa (Seicho-No-Ie), Hélder da Rocha (Astronomia e Ateísmo), Reverendo Ricardo Mário (Zen Budismo), Waldemar Falcão (Astrologia), Lu Ynaiah (SP), Sandra Ayana (SP), Albino Granado e Virgílio Vassalo (Etnia Cigana), Dom Jaime Vieira (Bispo Católico), Ilvis Ponciano (Geobiologia e Eletromagnetismo), Ulisses Riedel (União Planetária), Alexey Dodsworth (SP), Veet Pramad (ESP) e Alexsander Lepletier (Tarologia), Magui Guimarães e Rose (PNL), Fátima Fontes (Fé Baha’i), Débora Diógenes (Psicologia com Mandalas), Eduardo Chianca (Crianças Índigo), Nancy Mangabeira Unger (Filosofia e Ecologia), Flávio Rezende (ONG Casa do Bem), Trigueirinho e Artur (Centros Intraterrenos), Yarovit e Mukhamor (Altay de Ouro - Sibéria), Glória Arieira (Kena Upanishad-Vedas), Chagdud Khadro Ling (EUA), Monja Ani Zamba (ING) e Lama Padma Samten (Budismo Tibetano), Gileno e Benedita (Brahma Kumaris), Roberto Sinibaldi, Luiz Carlos Cabral e Renata Peluso (Filosofia Nova Acrópole), Vitorino de Sousa (POR) e Rodrigo Romo (Confederação Intergaláctica), Dr. Cláudio Roberto Azevedo (Yoga e Meditação), Carlos e Chagas Thomé (Iridologia), Ednard, Ivete Costa, Sílvio e Joanita Molina (Fraternidade Branca), Fco. Antero (Naves), Gilson Chveidoen (RJ) (Numerologia) e Elianildo Nascimento (URI-Iniciativa das Religiões Unidas).  
Depois de muitas buscas e experiências externas, as experiências internas foram ganhando mais força. Foi aí sim, que a vida passou a ter um sentido mais especial. Retiros, silêncio, meditação e contemplação ganharam mais força e espaço em meu viver. Mistérios ocultos se revelaram e verdades pregadas pelos grandes mestres se fizeram compreender mais profundamente e a ter coerência para a minha própria existência. Havia valido a pena todo o meu esforço inicial e determinação para atender ao chamado que recebera. Via as verdades superiores manifestadas claramente no decorrer do meu dia a dia, sem ilusão. A Senda da Luz se fez sensível.
Só um caminho restava, o da missão destinada. O momento era de apenas assumir o que se devia e entregar o futuro nas mãos dos céus. Fiz os votos necessários e avancei nas provações e iniciações que me credenciaram até aqui. Aprendi que outros votos serão necessários e muitas outras realidades ainda se revelarão. O caminho se faz eterno. Neste ínterim, um pouco do que absorvi deste caminho traçado pelo meu espírito há milênios, na Terra, será compartilhado nesta pequena obra, sob os auspícios e a comunhão de seres superiores. Em gratidão e serviço por uma vida elevada.
Em cumprimento aos desígnios, o caminho da luz se fez sensível. Confirmando os laços comungados e firmados, há milênios, entre o meu ser maior e seres servidores deste planeta, a mensagem se materializou. A luz de Sida Capresh, integrante do Conselho Shaknatrom de Anciões Cósmicos que auxilia a evolução superior para a Terra, uniu-se em consciência ao meu propósito para a necessidade desta pequena obra. Com o intuito de apoiar as orientações sobre o atual período transitório e necessário de intensas transformações genéticas, geológicas, climáticas, econômicas e sócio-políticas que recaem sobre a vida humana, seres da supranatureza estão encontrando portais internos em inúmeros seres humanos já despertos espiritualmente para se fazerem sensíveis. A matriz do projeto evolutivo da Terra está sendo atualizada, comungando das várias transformações que também ocorrem interdependentemente por todo este Universo Hierárquico. Paulatinamente, os elementos existenciais dos diversos reinos ganham novos propósitos e podem ser percebidos com uma maior lucidez. Nosso sol central está fortalecendo sua ligação com Sírius, enquanto naves da Fraternidade Branca e da Confederação Intergaláctica prestam seus serviços de apoio às transformações cósmicas necessárias para estes tempos de cultura multidimensional. Muitos podem se beneficiar e atravessar esta transição mais conscientes do que estamos testemunhando.
O Conselho Shaknatrom de Anciões é formado por consciências imateriais que se expressam a partir da oitava dimensão da unidade cósmica, além da vida formal. Representa um núcleo de Amor Sabedoria para todo o universo e não tem ação focal apenas para com uma humanidade de um planeta ou de um sistema solar, como no caso da Terra. Presta serviços à evolução harmônica do Cosmos, levando em consideração os propósitos comungados entre os mais diversos reinos da existência. Considera o momento, as características e a importância de cada ciclo para cada vivência a ser experimentada pela ordem da Fonte Primordial em cada superuniverso, universo, galáxia, constelação ou sistema solar da rede holística de vida. Desta forma, a sua ação estende-se muito além das órbitas de nossas duas galáxias irmãs conhecidas como “Via Láctea e Andrômeda”






“VIA TERRA” traz uma mensagem de fé e esperança, apesar de uma grande insensibilidade de parte da humanidade, em um futuro de paz que se sobressairá, após estes visíveis momentos de caos aparente que se manifestam em alguns pontos da vida mundana. Uma mensagem oferecida, preferencialmente, àqueles que necessitam não se identificar diretamente com a manifestação da vida material e se aproximar compreensivelmente dos propósitos divinos dos eventos que se sucedem e se sucederão, na face externa da Terra, durante as próximas quatro décadas. Ao final deste período, a consciência coletiva da raça humana que ainda se sustentará, já estará suficientemente experiente e pronta para se ajustar a um novo modelo de vida proposto cosmicamente para esta escola e já divulgado parcialmente dentro da órbita terrestre, regido por leis superiores de harmonia e fraternidade. Algo ainda inconcebível neste atual estado civilizatório. Coletivamente, a entidade que rege a raça humana da Terra necessita vivenciar algumas experiências para amadurecer e enriquecer os integrantes que compõem a sua realidade. Tal aprendizado, num mundo dualístico e separatista como a Terra, pode perdurar por milênios dentro das consciências de seus integrantes. Porém, a Fonte está renovando os espaços-tempos terrestres, alterando verdades atômicas e oferecendo apoio a contatos conscientes com as inteligências da supranatureza para aqueles que assumirem as suas próprias disciplinas e se disporem a compreender as leis da evolução superior. Símbolos, mantras, portais, iniciações, magia e vida cósmica estão mais acessíveis. Inúmeros servidores cósmicos evoluídos materializados e desmaterializados estão auxiliando este belo planeta, através de todos os seus reinos de expressão, a tomar consciência da sua natureza para a Fonte.
Diante o exposto até aqui, é importante também posicionarmos este livro ao leitor conforme as realidades dimensionais que nos estão encaminhando coletivamente e muito em breve para a quinta dimensão. O projeto deste livro e a sua maior parte de conteúdos já estavam prontos, antes de 2010, porém outros dois livros surgiram (“VIA CORAÇÃO, caminhos da transformação” e “COMANDO ESTRELINHA, temas transcendentais”) e foram publicados por este autor, respectivamente, em 2011 e 2012. Desta forma, este livro passou a ser uma manifestação de um evento atemporal, bem característico das realidades da quinta dimensão. Ou seja, foi concebido fora do tempo linear, mas com uma precisão de encaixe para os propósitos aos quais se destina.  
Etapas evolutivas para o desenvolvimento desta atual raça humana já estão estabelecidas e outras estão por vir. Não é preciso muita sensibilidade para perceber que a vida humana coletiva, assim como a própria Terra, estão em profundas transformações. Estamos todos neste movimento único.
A luz das verdades vem de longe, transmigra por mundos distantes e encontra vias distintas para acolhê-la. Desvela-se aos poucos e está disponível a todos os que buscam e aspiram à vida maior, em disciplina e determinação. O homem na Terra é um vetor componente de muitas destas verdades e, investigando dentro de si pode encontrar e despertar a luz que o coligará aos diversos reinos da vida celestial. O místico e o “mysterium” tornam-se um só, quando se encontram. Assim também acontece com a própria existência e o ser.






“Via Terra” auxiliará a consciência do ser a se autorrevelar, tocando temas como autoconhecimento, ciência, cura, religião, meditação, transcendência e iluminação. Elementos da mente, da sobremente e da supramente serão estimulados nas presentes mensagens desta obra. Os mestres internos da cada ser poderão se aproximar e se revelar trazendo consigo uma luz que elevará a consciência individual do leitor. Novas sinapses e despertares de centros energéticos inativos serão possibilitados. Nesta aventura misteriosa de autoconhecimento puro é a própria vida que se refaz e segue adiante. Deixemos a voz de nossos corações nos guiar.  
Enfim, esta obra resulta das pesquisas e investigações que o autor realizou nos campos da filosofia, ciência e espiritualidade, como também das suas experiências práticas coletivas e pessoais diretas nas vias das dimensões existenciais através de meditações, iniciações espirituais, retiros e contemplações vivenciadas entre 2002 e 2012.
Em um novo tempo, uma nova raça humana está surgindo e, para ela, um novo lar necessita ser preparado. O planeta acolhe as ordens cósmicas e já desestrutura o velho e o desatualizado, para estabelecer o novo. De forma crescente, alguns seres humanos já estão acolhendo as graças da luz por meio das informações que preparam as suas consciências para uma transição mais harmônica. Colaboremos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário